O que é Badminton?

É um esporte praticado com raquete e peteca, em uma quadra, preferencialmente em lugares cobertos. O jogo consiste em golpear a peteca para a quadra do adversário de modo que ele não consiga devolvê-la. Um ponto é conquistado quando a peteca toca o solo da quadra adversária ou quando o adversário não consegue devolver ou devolve a peteca fora dos limites da quadra.

O jogo é disputado em melhor de 3 games de 21 pontos sem vantagem. Pode ser jogado nas modalidades simples masculina, simples feminina, dupla masculina, dupla feminina e dupla mista.

História e origem

As origens do Badminton remetem a um passado bastante distante. Segundo relatos, há evidências da prática de um esporte com peteca nos séculos passados na China, Grécia, Índia e mais alguns outros países. Nesta época não se usava necessariamente uma raquete para golpear a peteca mas sim o pés ou um tamborete.

A história do Badminton moderno começa no final do século XIX (1870 – 1900).

No final do século 19, surgia na Índia, um esporte chamado poona. Tratava-se de um esporte adaptado de um jogo infantil com antepassados na Grécia Antiga.

Militares britânicos erradicados na Índia adotaram o esporte e o levaram para a Inglaterra, onde, na década de 1870, o esporte ganhou regras e um nome: Badminton. Este nome originou-se depois de uma partida realizada na propriedade de Badminton House, pertencente ao Duque de Beaufort’s, em Gloucestershire, Inglaterra.

Alguns anos mais tarde (1877) e o Badminton já tinha regras oficiais publicadas e ganhava praticantes na Irlanda e Escócia. Em 1887 e 1890 a regras foram revisadas ficando muito parecidas como as de hoje.

Em 1893, foi fundada a Associação Inglesa de Badminton (The Badminton Association of England) que organizou o 1º Campeonato para Homens em 1899.

No Brasil passou a ser disputado de forma competitiva em meados da década de 1980. Desde então o esporte cresceu e conta atualmente com um grande número de jogadores. A primeira participação brasileira em Olimpíadas aconteceu na Rio 2016.

Principais fatos

  • Popularidade: Praticado em mais de 174 países, atualmente é o 2º esporte mais praticado no mundo;
  • Esporte Olímpico: Desde a Olimpíada de Barcelona (1992) é uma Modalidade Olímpica;
  • Acessibilidade: Esporte para todas as idades – um esporte para a vida;
  • Social: As competições e jogos são mistos, por gênero ou individuais (meninos e meninas);
  • Saúde: Contribui com estilo de vida saudável;
  • Programas estabelecidos: Treinamentos recreativos nas escolas até competições com pódios olímpicos.

Por que praticar o Badminton?

  • É um esporte seguro, divertido, com baixo impacto e ideal para as crianças/jovens;
  • Pode ser praticado por meninos, meninas ou crianças portadoras de deficiência, com ganho de benefícios sociais;
  • É um esporte que pode ser praticado por equipes ou individualmente;
  • Praticado em ambiente interno ou externo;
  • Ajuda na construção de habilidades físicas e motoras básicas;
  • Equipamento com baixo custo e de fácil aquisição.

Desenvolve habilidades esportivas

  • Habilidade de coordenação óculo-manual;
  • Habilidade motora de lançar e receber;
  • Estabilidade e equilíbrio;
  • Velocidade (desenvolve capacidade aeróbica) e agilidade;
  • Habilidade de saltar e aterrissar;
  • Consciência tática e tomada de decisão.

Recursos necessários para prática do Badminton

  • Ginásio ou quadra, preferencialmente coberto;
  • Raquete, peteca e rede.

Parabadminton

O Badminton pode ser praticado por pessoas portadoras de deficiência, tanto em cadeira de rodas quanto em pé.

O Parabadminton é similar a seu equivalente olímpico, com torneios de simples, duplas e duplas mistas. A divisão das classes se dá por tipo e grau de deficiência:

  • Cadeirantes (Wheelchair – WH1 e WH2)
  • Andantes lesionados nos membros inferiores (Standing Lower – SL3 e SL4)
  • Andantes lesionados de membros superiores (Standing Upper – SU5)
  • Baixa estatura ou nanismo (Short Stature – SS6)

A quadra sofre adaptações no seu tamanho para as classes WH e SL3, onde se usa somente meia quadra para o jogo na categoria simples. Na classe WH categoria duplas se usa a quadra toda exceto a área frontal (anterior a linha de serviço).

A primeira participação da modalidade em Jogos Paralímpicos será em 2020 nos Jogos Olímpicos em Tóquio, Japão.